A guerra na Ucrânia é devastadora e nos deixa com os corações partidos por todos aqueles que estão sofrendo. A guerra também trouxe dor à nossa comunidade e ao nosso povo. E como plataforma, essa guerra nos desafiou a enfrentar um ambiente complexo e em rápida mudança, pois parecemos ser uma tela, uma janela e uma ponte para pessoas em todo o mundo.

Com a segurança das nossas pessoas e da nossa comunidade como prioridade guia, dedicamos recursos significativos para desenvolver e aplicar novas medidas de proteção e queremos compartilhar mais sobre algumas das iniciativas que estamos tomando. 

Testando nossa política de mídia controlada pelo estado 

No ano passado, começamos a trabalhar para desenvolver uma política de mídia estatal consistente e abrangente, pois reconhecemos que uma camada adicional de contexto pode ser útil para os espectadores, especialmente em tempos de guerra e em zonas de conflito. Em resposta à guerra na Ucrânia, estamos acelerando o lançamento de nossa política de mídia estatal para trazer contexto aos espectadores, para avaliarem o conteúdo que consomem em nossa plataforma. Começaremos a testar a nossa política aplicando rótulos aos conteúdos de algumas contas de mídia controladas pelo estado nos próximos dias.

Nos últimos meses, engajamos mais de 50 especialistas com perfis multidisciplinares em 20 países para colher informações para nossa definição de mídia controlada pelo Estado – entidades sobre as quais um governo exerce controle direto ou indireto em seu conteúdo editorial ou tomada de decisões – e para nossa abordagem para tais designações. À medida que começamos a rotular o conteúdo agora, continuaremos coletando feedbacks de especialistas em paralelo para o desenvolvimento embasado de nossa abordagem e expansão globais. Compartilharemos detalhes adicionais sobre a nossa política mais ampla que será lançada ainda neste ano. Nosso objetivo é garantir que nossa comunidade tenha contexto sobre esse tipo de conteúdo e que tenhamos os processos apropriados para aplicar consistentemente a política. 

Combate à desinformação 

Reconhecemos o risco elevado e o impacto de informações enganosas durante um período de crise. Continuamos a aumentar as nossas medidas de proteção e segurança e estamos trabalhando agressivamente para ajudar a garantir que as pessoas possam se expressar e compartilhar suas experiências, enquanto também procuramos mitigar o potencial de danos. Usamos uma combinação de tecnologia e pessoas para proteger a nossa plataforma e nossas equipes falam mais de 60 idiomas e dialetos, incluindo russo e ucraniano.

Nossas Diretrizes da Comunidade proíbem conteúdo que contenha desinformação prejudicial, comportamento odioso ou promoção de violência e nossas ações para manter essas políticas incluem a remoção de conteúdo violador, banimento de contas e suspensão do acesso a recursos do produto, como transmissão ao vivo. Fazemos parceria com organizações independentes de verificação de fatos, como o Estadão Verifica no Brasil,  para auxiliar nossos esforços para avaliar a precisão do conteúdo para que as violações possam ser removidas. Por precaução, o conteúdo que está sendo verificado e o conteúdo revisado que não pode ser comprovado não será elegível para recomendação nos feeds Para Você.

Também desenvolvemos nossos métodos em tempo real para identificar e combater conteúdo nocivo, como implementar medidas adicionais para ajudar a detectar e agir em transmissões ao vivo que podem transmitir conteúdo não original ou enganoso. Continuamos focados em prevenir, detectar e impedir operações de influência em nossa plataforma e nossos sistemas nos ajudam a identificar, bloquear e remover contas não autênticas, engajamento ou outras atividades associadas no TikTok. 

A segurança de nossa comunidade e de nosso povo continua sendo nossa prioridade e também estamos comprometidos com a ajuda humanitária, começando com uma doação de US$ 1 milhão, como parte de nossa dedicação contínua para ajudar os mais vulneráveis ​​em emergências. Continuaremos a responder aos eventos à medida que eles se desenrolam, tomar medidas em relação a conteúdo ou comportamento que ameace a segurança de nossa plataforma e dedicar recursos para proteger a nossa comunidade. 

Atualizado no dia 6 de março de 2022, às 14h15 (horário de Brasília)

Atualização sobre a operação do TikTok na Rússia: o TikTok é um espaço para a criatividade e o entretenimento que também pode servir como fonte de alívio e conexão humana durante o período de guerra, quando as pessoas passam por uma imensa tragédia e isolamento. No entanto, nossa maior prioridade é a segurança de nossos funcionários e usuários e, diante da nova lei de 'notícias falsas' da Rússia, não temos escolha a não ser suspender as transmissões ao vivo e publicações de novos conteúdos em vídeo na Rússia enquanto analisamos as implicações de segurança desta lei. O serviço de mensagens no aplicativo não será afetado. Seguimos avaliando as mudanças no cenário na Rússia para determinar quando poderemos retomar totalmente nossos serviços, tendo a segurança como nossa principal prioridade.

Atualizado no dia 12 de abril de 2022, às 7h (horário de Brasília)

Atualização sobre nossas ações para proteger nossa comunidade: à medida que seguimos com nosso trabalho contínuo para proteger nossa plataforma, gostaríamos de compartilhar informações adicionais que trazem mais transparência às nossas ações. Os dados a seguir refletem ações realizadas entre 24 de fevereiro e 31 de março de 2022.

  • Nossa equipe de segurança focada na guerra da Ucrânia removeu 41.191 vídeos, 87% dos quais violavam nossas políticas contra desinformação prejudicial. A grande maioria (78%) foi identificada de forma proativa.
  • Nossos parceiros de verificação de fatos ajudaram a avaliar 13.738 vídeos em todo o mundo e adicionamos avisos em 5.600 vídeos informando aos espectadores que o conteúdo não pôde ser checado pelos verificadores de fatos.
  • Rotulamos o conteúdo de 49 contas de mídia controladas pelo Estado russo enquanto testamos nossa nova política de mídia controlada pelo Estado.
  • Identificamos e removemos seis redes e 204 contas globais usadas em esforços coordenados para influenciar a opinião pública e enganar os usuários sobre suas identidades.
  • Durante esse período, também removemos 321.784 contas falsas na Rússia e 46.298 contas falsas na Ucrânia, que representam 343.961 vídeos. Tais ações contínuas são adotadas para evitar falso engajamento e não se aplicam em contas ou conteúdo relacionado à guerra na Ucrânia.